Patrocinado por:

Seu filho

Proteja o recém-nascido de gripes e resfriados

Se para muitos adultos a gripe e o resfriado são grandes vilões, imagine para os recém-nascidos, que até os três meses de idade não possuem as defesas imunológicas do corpo totalmente desenvolvidas. Para protegê-los, as mães devem redobrar a atenção, já que os vírus causam febre, tosse, coriza e, em caso de infecção, até insuficiência respiratória ou pneumonia.

 

Para a pediatra Raquel Quiles, médica-assistente do Centro de Referência Nacional de Saúde da Criança do Instituto da Criança (ICr), do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, e do Corpo Clínico do Hospital Santa Catarina (SP), existem várias maneiras de proteger os recém-nascidos de gripe e resfriado, contudo a mais valiosa é a amamentação. “A mãe que amamenta compartilha os anticorpos com o seu bebê, defendendo-o assim de várias infecções”.

 

Em casa, a mãe também consegue ajudar a deixar o vírus bem longe dos recém-nascidos. De acordo com Raquel, evitar que pessoas com sintomas de gripe e resfriado visitem o bebê é uma das dicas, porém, se alguém da família estiver doente, a médica recomenda utilizar máscara quando for segurar a criança. Outra recomendação é evitar ambientes fechados e com aglomeração de pessoas, principalmente nesta época do ano.

 

A Dra. Filumena Gomes, especialista em pediatria pela Sociedade Brasileira de Pediatria e médica-assistente da FMUSP, concorda com Raquel e aconselha que, na hora de visitar o bebê, os parentes não fiquem todos no quarto. “O ideal é que haja um rodízio de pessoas, se possível não no local onde a criança dorme”, diz. “Outro ponto crucial é a higienização das mãos antes de segurar a criança.”

 

Como o clima seco dificulta o trabalho de defesa do sistema respiratório, é importante deixar o ar umedecido, com, por exemplo, uma bacia de água no quarto. Por outro lado, alerta Raquel, um ambiente úmido demais pode favorecer o aparecimento de mofo, que também pode ser extremamente prejudicial, já que beneficia o aparecimento de doenças respiratórias.

 

Como os bebês com até quatro semanas são muito sensíveis, por não terem suas defesas bem desenvolvidas, um resfriado ou uma gripe pode se agravar rapidamente. Por esse motivo, é importante que a mãe fique atenta: se surgirem tosse, espirro, febre, coriza e falta de ar, ela deve procurar um médico imediatamente.

 

6 dicas para prevenir resfriados e gripes em bebês

- Deixe a casa bem ventilada, limpa e com o ar umedecido.

- Vacine irmãos e cuidadores contra a gripe.

- Evite o tabagismo. Filhos de pais tabagistas têm mais doenças respiratórias (crises de chiado, otite etc.). - Agasalhe o bebê para dormir (com body e macacões) e não coloque muitas mantas, cobertores, almofadas ou outros tecidos muito fofos no berço.

- Limpe o mofo do ambiente (com água sanitária ou cloro) quando o bebê não estiver presente, para que não seja exposto ao cheiro forte dos produtos.

- Se não estiver muito frio ou ventando, leve o seu filho para passear no sol da manhã, das 8h às 9h, por 15 a 30 minutos.



Coletânea Editorial
Especial para o Terra



Comentários

elielson - 16/05/2012

muito bom,minha filha esta com 6 dias de nascida\nestou tendo o maior cuidado...

irma da recém nacida - 26/02/2014

obrigado site agora vou tomar o maior cuidado do mundo com meu irmão

  • 1 de 1
  • 1
Floco de gelo

Veja Também

» Conheça o Terra em outros países
Resolução mínima de 1024x768 © Copyright 2011, Terra Networks Brasil S/A / Proibida sua reprodução total ou parcial