Patrocinado por:

Organize-se

10 dicas para montar um quarto de menina dos sonhos


Decorar um quarto para menina não é uma tarefa fácil, mas pode ser bem divertida. As lojas especializadas oferecem opções de cores, móveis e detalhes para compor o ambiente em que a bebê vai passar boa parte de seu tempo. Entre tantas boas ideias, uma é básica: conforto e praticidade são essenciais para um espaço de descanso e brincadeiras.  Abaixo, confira 10 dicas de como decorar o quarto de menina.

Cores
A escolha da cor é a primeira dúvida dos pais na hora de decorar o quarto da princesinha que está para chegar. De acordo com Luana Mattos, arquiteta e designer de interiores de São Paulo, a paleta de cores indicadas para quarto de criança é muito extensa, e até mesmo tons fortes ou escuros podem ser utilizados – desde que em determinados pontos. Para pintar as paredes, ela recomenda sempre optar por cores claras, pois elas trazem leveza e tranquilidade tanto para o bebê quanto para a mãe, principalmente se a criança for amamentada por lá.

Muito além do cor-de-rosa
As mães podem e devem apostar em diversas combinações para fugir do tradicional rosa. Algumas opções são turquesa, laranja, verde-limão, cinza, lilás e azul-marinho. Tons mais escuros, como preto, marrom, grafite e vermelho são muito bem-vindos em detalhes. Uma recomendação da arquiteta: não misturar cores que remetam a datas comemorativas - laranja com preto lembra o Halloween, e vermelho com verde o Natal -, pois isso deixa o espaço “datado”.

Inove nos temas tradicionais
Nos quartos de bebês, os temas mais usados são basicamente os mesmos: quarto de princesa, chá de bonecas ou ursinhos. Mas a forma de utilização pode e deve variar. “O quarto de princesa não precisa ser necessariamente rosa, o de ursinhos não tem que ser bege ou marrom. Um toque de ousadia e criatividade traz personalidade ao espaço”, explica Luana.

Não sobrecarregue o visual
Decorar um quarto de bebê – principalmente de uma menina – pode ser muito empolgante, mas não deixe essa euforia interferir na harmonia do espaço. Por isso, evite a utilização de acessórios em excesso, tenha consciência do tamanho do quarto (e utilize móveis e cores condizente a ele), mantenha os brinquedos organizados em caixas ou nichos e tenha cuidado na escolha da cortina e/ou da persiana (dê preferência a materiais antialérgicos).

Aposte no design
Quem disse que apenas os adultos podem desfrutar de móveis e objetos assinados pelos designers mais renomados do mundo? Muitos deles também ficam incríveis em quartos de crianças. Para espaços de meninas, o arquiteto Felipe Hess, que faz parte da equipe do premiado e internacionalmente conhecido Isay Wainfeld, sugere o banquinho em formato de elefante desenhando pela dupla Charles e Ray Eames, e a mesinha Porcupine, da designer Hella Jogerius. Ambas estão à venda na MiCasa, em São Paulo.

Dê atenção aos puxadores
Apesar de, às vezes, passarem despercebidos, os puxadores podem ser usados com criatividade. Em um quarto de menina, dá para fazer isso com ainda mais liberdade.  “Invista em modelos vintage, coloridos e bem-humorados”, sugere Felipe.

Organize os brinquedos
O ideal é que eles sejam guardados em caixas leves e depois posicionados em locais de fácil acesso. Uma excelente opção de caixa é a de tecido, pois são fáceis de higienizar e não trazem nenhum tipo de risco para os pequenos.  “Quando as crianças começarem a utilizar os brinquedos sozinhas, uma dica é tirá-los da embalagem original e optar por caixinhas plásticas (dentro da caixa de tecido) onde eles possam colocar joguinhos e lápis de cor”, sugere Luana.

Convivência em harmonia
Se a sua ideia é compartilhar o espaço entre duas meninas, opte por cores e temas que agradem ambas - nunca deixe prevalecer a vontade de apenas uma delas. Saiba que, apesar de estarem no mesmo espaço, é importante conseguir manter a individualidade de cada uma. Isso é possível com espaços bem definidos, que mantenham juntos os brinquedos de uso comum e objetos favoritos em separado. Se houver espaço, é bacana projetar possibilidades de brincadeiras em conjunto, que estimulem a integração entre as duas.

Pense no futuro
Não tem como evitar: mais cedo ou mais tarde, sua princesinha vai crescer. Com isso, os móveis do quarto vão ficar pequenos e pode até ser que o tema escolhido para o espaço já não faça mais o gosto da agora “mocinha”. “Acho importante evitar desenhos de bichinhos ou temas que remetam à fase de bebê pintados diretamente nas paredes. O melhor é trazê-los para objetos que possam ser remanejados”, aconselha a arquiteta. Luana costuma planejar quartos de bebês em que o berço se transforma em cama e o trocador em mesinhas de colorir, apenas para citar alguns exemplos.

Ouse
Não se esqueça de que é sempre importante estimular a parte cognitiva e motora dos pequenos. Por isso, um quarto que foge do tradicional e provoca os sentidos do bebê e da criança é sempre uma opção inteligente e que vale o investimento.



Coletânea Editorial
Especial para o Terra



Comentários

lilliane maria - 09/08/2011

muito boa materia e cheia de opcoes para quem quer decorar um quarto de menina.

eduarda mariana - 30/10/2012

gostei muito desse sie mas q pena q não tem o pedido q eu fiz mas valeu apena procurar nesse site...

  • 1 de 1
  • 1
Floco de gelo

Veja Também

» Conheça o Terra em outros países
Resolução mínima de 1024x768 © Copyright 2011, Terra Networks Brasil S/A / Proibida sua reprodução total ou parcial