Patrocinado por:

Seu filho

O que fazer com o umbigo para fora

Fotos: Stockphoto

Não existe como impedir que o umbigo “salte”, mas são raros os casos em que operar é necessário

Durante a gravidez, todos os nutrientes e o oxigênio necessários para o desenvolvimento do feto são passados pela mãe por meio do cordão umbilical. Após o parto, como o bebê já respira com os próprios pulmões e pode se alimentar pela boca, este canal torna-se desnecessário – por isso ele é cortado imediatamente após o nascimento.

No entanto, um pequeno pedaço deste tecido – chamado de coto umbilical – ainda permanece junto ao corpinho da criança durante algum tempo. É neste momento que muitas mamães começam a se preocupar com o que fazer para o umbigo não ficar para fora.

Umbigo saltado
José Gabel, membro do departamento científico de pediatria ambulatorial da Sociedade Brasileira de Pediatria, explica que, em média, a cicatrização do tecido demora de 7 a 14 dias para acontecer e que, após esse período, o coto umbilical acaba caindo naturalmente, como uma casquinha de machucado.

É neste momento que o umbigo “para fora” pode se revelar. “Não é raro que acabe ocorrendo uma cicatrização anômala, em que pode haver hérnia”, explica o pediatra. Mas saiba que, se esse for o caso do seu filho, não há motivo para preocupação imediata. O normal é que se espere entre 6 e 8 meses para saber se existe algum problema de fato. Aliás, segundo Gabel, é muito comum que os bebês ainda tenham uma cicatriz no local até os três meses de vida.

Quando operar?
Afinal de contas, existe algum caso em que seja necessário realizar alguma intervenção cirúrgica no umbigo quando ele fica “para fora”? A dica é observar. Se a hérnia for maior do que a ponta do dedo de um adulto e o bebê chorar sempre que faz algum esforço, como quando estiver fazendo coco, pode ser que haja a necessidade de operar. Porém, se a preocupação for apenas com a parte estética, é bom saber que os médicos não recomendam cirurgia.

É possível prevenir?
Muitas mamães que querem evitar que seu bebê tenha o umbigo “para fora” perguntam se é possível fazer algo para evitar que isso aconteça. Infelizmente, a resposta é não. “Antigamente, por questões culturais, era hábito enfaixar a barriga da criança, colocar esparadrapo ou até uma moeda junto ao coto umbilical. Mas isso não tem nenhum fundamento científico, ou seja, nada disso vai evitar que uma possível hérnia apareça”, esclarece o pediatra.

Por isso, tenha em mente que, importante mesmo, é sempre deixar o local bem limpinho e arejado, para que a cicatrização aconteça da melhor forma.



Coletânea Editorial
Especial para o Terra



Comentários

dani - 22/10/2011

minha bb ficou com o umbigo para fora não sei oque fazer ? dani.

geicekelly - 11/06/2014

minha filha nasceu prematura e esta com 1 mes agora e o seu umbigo esta muito pra fora isso é normal?

guilherme - 07/06/2014

meu umbigo nao foi curado,isso me incomada,eua cho nao e hernia,o que eu faço?

guilherme - 07/06/2014

meu umbigo foi mal curado,hj ele e pra fora e isso me imcomoda,e eu acho que nao e hernia,tem cura?

kelen daiany lopes souza vilela - 26/04/2014

oi adorei seu blog!!!!

lidiane - 04/01/2014

o umbigo do meu filho ficou pra fora e coloqei moeda e ficou fundo

joelma - 12/10/2013

calma jente e só por uma moeda de um real com uma faixa com meu filho foi assim e resolveu bj

luana gibba - 30/09/2013

coloquei esparadrapo envolta dela e coloquei, hoje ele tem 4 meses ta quase perfeito, e outro pd disse q não vai precisar operar, só usar mais um pouquinho!

luana gibba - 30/09/2013

parecia q ia estourar .quando ele fez 2 meses o pd disse q ele tinha hérnia e ia me da um encaminhamento pq ele ia precisar operar. eu não levei ele e resolvi por a moeda, peguei uma moeda de 1 real

luana gibba - 30/09/2013

olha, desde quando o umbiguinho do meu bebe caiu, percebi q já era saltado, mas os pd não disseram nada, e eu fui percebendo q ficava cada vez mais saltado, principalmente quando ele fazia força, p

Floco de gelo

Veja Também

» Conheça o Terra em outros países
Resolução mínima de 1024x768 © Copyright 2011, Terra Networks Brasil S/A / Proibida sua reprodução total ou parcial